quarta-feira, 23 de novembro de 2016

Qual a diferença básica entre amor e apego?


O Espírito Hammed, em momento de grande inspiração no livro Os Prazeres da Alma, nos responde:

"No 'amor real', nós desejamos o bem da outra pessoa e nos alegramos com sua evolução; no 'amor romântico', nós desejamos a outra pessoa e nos vestimos com o manto da possessividade. Por não amarmos é que a indiferença e o desprezo vigoram no seio da sociedade".

***

Algumas distinções baseadas no pensamento do Espírito Hammed se fazem necessárias:

* Estarmos ao lado de alguém que admiramos profundamente e queiramos ser vistos ao lado dessa pessoa não é amor, mas narcisismo (vaidade)

* Relações baseadas no ciúme, desconfiança e tristeza não denotam amor, mas baixa autoestima.

* Quando queremos que a pessoa viva exclusivamente para nós, não é amor, mas carência afetiva.

* Quando acreditamos que não podemos continuar vivendo com a "perda" de algo ou de alguém por mais querido que seja, não é amor, mas apego e dependência afetiva.

* Quando queremos controlar a vida alheia tentando direcionar o livre-arbítrio de alguém, não é amor, mas possessividade.

Amor é brisa na alma que nos leva à serenidade. Apego, carência e possessividade são tempestades emocionais que nos levam às grandes perturbações psicológicas.

(Texto publicado no Facebook dia 22/03/16)

Nenhum comentário:

Postar um comentário